quarta-feira, 30 de junho de 2010

Fim de Caminhada

Você sabe que já não posso mas, não posso mas beijar a boca de outro alguém e fingir que sua boca não existe.
Eu ja não posso ti querer tanto e fingir que amo tantos outros,
Eu deveria te esquecer.
Eu sei disse.
Mas sei também que você coloriu  meu viver.
Eu sabia de tantas coisas antes de te conhecer, eu me conhecia tão bem.
Mas foi antes de te conhecer.
Eu sabia viver.
Mas isso também foi antes de te conhecer.
Eu não entendo como eu tão cheia de verdades, tão lúcida de mim, fui cair nas suas armadilhas assim.
Eu conheço seu sorriso, seus olhos, mas queria conhecer o seu coração.
Acho lindo quando você me olha, quando chama meu nome, e quando me da atenção.
Eu andei perdida! Por ai! Vaguei em alguns lugares, também parei, vaguei, vaguei, sofri.
Eu sofro sua ausência.
Mas em fim hoje eu agradeço, hoje pelo menos te encontrei.
Fim de caminhada.
Fim de uma longa procura.
É o fim de uma trajetória.
Mas vives fugindo de mim.
Um hora eu juro!
Te amarro em mim, de brinde pego teus pensamentos.
E finalmente como prêmio.
Vou ter seu coração para mim.

2 COMENTÁRIOS:

INFETO disse...

E será que assim realmente a caminhada terminou? Não sei não. ABraços e bom caminhar.

http://poesiafotocritica.blogspot.com/

Meire disse...

Amei!! Michele não conhecia este seu talento encantador!! Parabéns.

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário


Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Este blog está protegido com os direitos de autor. É proibido fazer cópias do conteúdo deste blog, desde que coloque na mesma postagem um link dizendo que o meu blog foi a fonte.