domingo, 8 de fevereiro de 2009

Grito preso



Muitas vezes tive que sair de mim, como se estivesse fazendo uma viagem sem fim.
Muitas foram as vezes que fechei meus olhos, e não desejei abrir.
Tantos foram os conflitos que vivi.
Quantas e quantas vezes, eu desejei não desejar.
Ter querer por querer, te prender, te amar.
Quantas foram as vezes que meu coração desenganado se fez em pedaços, porém não desisti.
Ninguém pode saber o que se passa dentro de mim.
Ninguém vive em plena solidão.
Não se pode passar pelo frio do inverno, sem sentir o calor do verão.
As vezes tenho plena consciência de que nunca serás meus, porém não aceito ver o profundo dos seus olhos e ter a certeza de que nunca me ver.
O passado o tempo todo bate de frente com o presente e me faz temer o futuro.
Gostaria de gritar, pois tenho um grito preso dentro de mim, que desesperadamente deseja sair.
Mas olho ao meu redor e tenho a convicção que ja não existe alguém para ouvir.
É confuso e ao mesmo tempo me surpreende, porque a vida é uma mistura de sensações inesplicáveis.
Porém ainda espero quieta no meu canto, como uma mãe que pacientemente aguarda o nascimento do seu filho.
Olho-me no espelho e vejo que não me pareço com ninguém, nem mesmo comigo.
Sou como pedaços de vidro que uma vez quebrado, não pode ser colado.
Tenho em mim meus medos, mas nunca irei desistir.
Quem desisti é fraco, nunca irei desistir de tocar seus lábios, cair nos seus braços e balbuciar em fim finalmente sou feliz.

Michele Alexandra

2 COMENTÁRIOS:

Anônimo disse...

Parabensss, os poemas sao lindos, é a verdadeira expressão de um sentimento, desejo a voce muito sucesso e que em em breve seja publicado para que a sociedade possa ter acesso a cultura de maneira plena e saudavel.
Sucesso.
Bj
Renato Mazo

deidy rosa disse...

lindo poema parabéns sentimento puro na veia....

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário


Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Este blog está protegido com os direitos de autor. É proibido fazer cópias do conteúdo deste blog, desde que coloque na mesma postagem um link dizendo que o meu blog foi a fonte.